Por que não?


A disputa para a prefeitura da capital já começou, mesmo que a justiça eleitoral (eleições deveriam ser geridas pelos partidos) ainda não tenha autorizado.

Vários nomes já estão sendo escalados. Uns para sondagens internas, outros com possibilidades médias, outros ainda para encher linguiça e poucos para disputar de verdade.

Um desses nomes com chance de disputa de verdade é Perpétua Almeida, que já foi referendada pré-candidata pelo PCdoB, partido que fundou a Frente Popular, a antiga aliança que dá sustentação ao governo do PT há mais de década no Acre.

O Partido dos Trabalhadores, por sua vez, pôs o seu nome na mesa: Marcos Alexandre, tocador de obras desde o governo Binho.

Desconhecido do público eleitor, ainda, ele pode vir a ser a aposta do PT para a prefeitura da capital.

E é aqui que está o fio escapelado - e discordante - entre os petistas e os comunistas.

O nome de Perpétua Almeida, estranhamente, excluído de uma sondagem eleitoral divulgada neste final de semana, é o nome mais forte (densidade) da Frente Popular hoje.

Seu nome já havia sido debatido na eleição passada para uma das vagas no Senado. Não emplacou. Reelegou-se deputada federal.

Agora o PCdoB avisa que vem com ela para prefeitura da capital.

Lideranças nacionais do partido com acento no Congresso, em conversas com parlamentares acreanos, asseguram que Perpétua 'será mesmo candidata à prefeitura de Rio Branco'.

E por que não? E por que não com o apoio do PT?

O PT, ao longo dos últimos 15 anos teve a primazia em indicar os nomes para os cargos majoritários à prefeitura da capital e ao governo do Estado. Não sem razão, pois sempre convenceu os aliados e eleitores que tinha o melhor nome.


No atual momento o PT não tem um nome de expressão política maior que o de Perpétua para a prefeitura mais importante do Estado. É fato.

Marcos Alexandre é um excelente executivo, como já disse, um tocador de obras, mas em termos eleitorais essa seria uma candidatura de risco. E o PT sabe disso.

Tá na hora da Frente Popular apostar num nome vibrante, com grande empatia popular. Que fale a lingua do povo.Que seja alegre, que brinque, que seja valente, competente e que não tenha medo das pessoas. Que ande na rua como todos os mortais.

A prefeitura de Rio Branco está precisando ser sacudida. Sair da sombra eterna do governo. Não menosprezar o apoio do governo, evidente, mas ter a sua própria cara, personalidade, marca, 'huella', como dizem os hispânicos..

Acredito que o PT, o PCdo B e os partidos da FP vão encontrar o melhor caminho - e o melhor nome - para enfrentar a oposição que se fortalece a cada dia.

A última eleição mostrou uma tendência inconformista no Acre...Uma tendência!

Perpétua pode atrair esse sentimento justo do povo e avançar rumo às novas conquistas para a cidade de Rio Branco.
 

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário