Não Vamos Permitir que enfraqueçam o movimento estudantil em Rio Branco


Muita discussão e polêmica,marcou a sessão desta quarta-feira, na câmara de municipal de vereadores de Rio Branco-AC.
                                                                                         Foto: AC24Horas
O vereador Gabriel Fornek-PT, deu entrada em um projeto de Lei, que pretende enfraquecer e porque não dizer, acabar com o movimento estudantil na Capital acriana.

O projeto regulamenta a MP 2208/01, que dispõe sobre a comprovação da qualidade de estudante e de menor de dezoito anos nas situações que especifica. Segundo seu projeto, qualquer documento que, comprove menoridade ou ser estudante; já seria o suficiente para ter os direitos que a lei da meia entrada e do meio passe dispõe.

Sabemos que muito dos estudantes não dispõe de R$10,00 para tirar uma carteira de estudante, mas isso poderia ser visto como um problema de ordem social diferente. Porque o nobre vereador não pensa em um projeto de lei, onde o município pudesse garantir subsídios; aos estudantes de baixa renda e que não tem condições alguma de pagar sua carteira?

Sabemos que esse projeto tem única e exclusivamente, a intenção de esfacelar a arcaica direção da CEA- Casa do Estudante Acriano que lá estar. A CEA é uma entidade pautada única e exclusivamente no lucro da venda de carteira isso é verdade, nunca esteve presente nas lutas, nos fóruns de debates ligados a educação, sejam eles; locais ou nacionais. Mas não podemos permitir que uma lei como esta, possa servir de parâmetro para outras cidades. As entidades precisam de sobrevivência, já pensou um sindicato sem contribuição de sócios?

Não podemos permitir de forma alguma, que um projeto que mexe diretamente com essas entidades, possa ser votado sem uma conversa sequer. Aliás não existe convencimento para um absurdo desse.
A luta do passado e a reafirmação de nossos ideais, não podem ficar no meio do caminho. Precisamos ser ousados, temos muito a conquistar no movimento estudantil brasileiro. É bem verdade que nossa contribuição tem sido fundamental, nas implementações das políticas públicas na área de educação, mas nada disso seria possível, se não tivéssemos um movimento forte e atuante.

Condenamos toda e qualquer forma de acabar com a meia entrada, com a carteira de estudante, que de fato é uma das maiores conquista da juventude Brasileira. Iremos mobilizar as entidades estudantis existentes no Acre, como: UMES dos municípios, Grêmios, DCE’S das universidades,entidades de juventude em geral,representações da UNE e UBES no estado e ficar de olho nesse projeto.

Se o Vereador petista quer mesmo ajudar o movimento estudantil, entre com ação no ministério público e questione prestação de contas da CEA. Ajude aos estudantes do Acre, que pensam em um movimento estudantil de verdade; retomar e fazer da CEA, a verdadeira Casa dos Estudantes Acianos. 

Por: Francisco Panthio ( Ex-Presidente da UMES de Cruzeiro do Sul-Ac)

Share this:

Comentários

1 comentários :

  1. http://rebeldiavermelha.blogspot.com/2012/02/democratizacao-da-meia-entrada.html

    não é acabar, é permitir que mais pessoas tenha acesso!!!

    ResponderExcluir

Deixe Seu Comentário