7 de fevereiro de 2012

O embrólho da Candidatura da FPA em Rio Branco

A coisa não estar boa para quem gosta de postar informações e acontecimentos do meio político no Acre. Não sei se pela histórica tradição, de que as coisas só funcionam depois do carnaval. O certo é que as discussões de candidaturas e as conversas de bastidores, deram uma esfriada.

Em Rio  Branco, a situação estar na mesma. Marcus Alexandre, pré-candidato do PT e Perpétua Almeida do PCdoB. Enquanto não chegarmos a um entendimento, sobre o melhor nome para enfrentar a oposição, o desgaste só aumenta. 

O PT não estar conseguindo emplacar seu candidato pelo convencimento político, todos lembram da  última vez que fez isso, foi na candidatura do Edvaldo Magalhães ao senado. Eles não convenceram sua militância da importância que era pedir votos para um candidato do PCdoB e aliado histórico. O que aconteceu? Muitos petistas faziam questão de dizer que votariam em Jorge Viana e se não votassem no Petecão, anulariam o se gundo voto.

O PCdoB nunca fugiu das lutas, seja do PT, PV,PP,PSB ou qualquer outro candidato majoritário. Nunca deixamos de cumprir nossa tarefa em nome de um projeto coletivo. Pedimos votos e nos desdobramos com a mesma vontade sempre, acreditando não em projeto de partido A ou B e sim da FPA.

A FPA, precisa se repactuar, refurmular seu projeto Político. Uma aliança que pode ser considerada uma das mais vitoriosas da história da política brasileira, que vive um momento de necessidade de reafirmação ideológica e do compromisso coletivo para unificação de sua força.

O PCdoB foi corretíssimo, ao reafirmar sua pré-candidatura a PMRB, durante a reunião dos partidos da FPA. Não se tira um projeto político de pauta simplesmente por tirar, a unidade não pode servir de parâmetro apenas para um lado e sim para todos.

Podem ficar na certeza de uma coisa, queremos apenas uma candidatura da FPA, desde que as coisas possam ser definidas. Pois se o PCdoB estiver convencido; que a melhor candidatura é do PT, podem ter certeza que daremos o sangue por ela.

Que decidam o melhor para Rio Branco, pois só não podemos é cometer falas no processo, ao ponto de entregar um cidade do porte de Rio Branco; nas mãos de uma oposição que não tem projeto Político sério e comprometido com nosso povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário