24 de fevereiro de 2012

Perpétua aciona Casa Civil, bancos e operadoras de celular em apoio as vítimas da alagação

Após visitar todos os bairros atingidos pelas cheias do Rio Acre em Rio Branco – e os seis municípios que enfrentam situação de emergência -  a deputada Perpétua Almeida (PCdoB) oficializou um pedido de socorro financeiro aos produtores rurais atingidos pelas cheias no estado. O apelo dirigido na tarde desta quinta-feira à Casa Civil da Presidência da República e à Secretaria de política Agrícola do Ministério da Agricultura, já tem efeito prático e imediato; “a ministra (Gleisi Hoffmann) determinou que o Ministério da Fazenda levante junto ao Banco do Brasil e ao Banco da Amazônia o que há de crédito, com ou sem seguro”, declarou o secretário-executivo adjunto da Casa Civil da Presidência da República, Gilson Bitencourt.

A intervenção feita pela deputada também provocou uma resposta otimista do diretor de Economia Agrícola, Vilson Vaz. Ele disse que, com base nos prejuízos já contabilizados, além da expansão de créditos diretos dos programas mantidos pelo governo federal, os bancos oficiais naturalmente poderão prorrogar dívidas para custeio e investimentos no campo. Em caráter emergencial, o atendimento às comunidades acreanas atingidas pelas enchentes seguirá o padrão do socorro prestado aos pequenos produtores do Sul e Nordeste, castigados pela estiagem recente.

Os ministérios de Desenvolvimento Agrário e da Agricultura foram orientados a produzir, com a maior brevidade possível, um relatório de perdas.  “Parece inevitável a perda de praticamente toda a safra este ano. Esse prejuízo vai influenciar na mesa das pessoas, e no bolso daqueles que sobrevivem do que plantam e colhem. Fiquei mais alegre com a atenção do governo depois que buscamos socorro a estas pessoas”, disse a deputada.

Ponto de coleta

No Congresso Nacional, o gabinete da deputada  mobiliza pessoas de vários estados e recebe donativos que serão enviados ás famílias  O senador Inácio Arruda, líder do PCdoB no Senado, mobilizou seus conterrâneos cearenses a também fazerem doações, atendendo ao chamado da deputada nas redes sociais.

Bancos e telefônicas

Após visitar todos os bairros inundados na capital e os municípios mais atingidos, Perpétua Almeida acionou as operadores de telefonia móvel (OI, Vivo, Claro, TIm), e pediu sensibilidade das empresas para garantir a comunicação das famílias que precisam de socorro, seja por SMS ou ligação direta às equipes da defesa civil. Mesmo reconhecendo o envolvimento de algumas instituições financeiras, Perpétua pediu donativos aos bancos públicos e privados que têm filiais no Acre

Visita do ministro

“Estamos a caminho, e levaremos todo o apoio necessário ao Acre”, disse à deputada Perpétua Almeida (PCdoB) o secretário nacional de Defesa Civil, coronel Humberto Viana. A deputada reforçará ao ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional), na manhã desta sexta-feira,  em Rio Branco, um pedido de ajuda humanitária às mais de 65 mil pessoas atingidas. Além dos recursos já liberados (R$ 1 milhão) pela presidenta Dilma Roussef e do envio de 140 soldados do Exército, a deputada entende que “é preciso repensar o critério da distribuição de casas ás vítimas das cheias”, atualmente feito através de sorteio. “É um critério limpo, mas talvez fosse mais justo priorizarmos as pessoas que habitam áreas atingidas precocemente, ou seja, onde a água chega primeiro”, sugeriu.

Ao ministro, a deputada pedirá a ampliação do programa aluguel social, conhecido como auxílio-aluguel,  em caráter imediato, às famílias desalojadas em situação mais crítica. O benefício se somará ao esforço que já vem sendo implementado pelo Governo do Estado, entende a parlamentar. Fernando Bezerra convidou a deputada a se juntar á comitiva, que chegará à capital do Acre às 8:30hs (horário local) e, 15 minutos depois, seguirá para um sobrevôo aos bairros alagados, em helicópteros (Veja abaixo a agenda completa)

O aluguel social é uma verba emergencial, usada no atendimento em situações de incêndio e enchente, por exemplo. Os recursos sevem para auxiliar no aluguel de moradia durante o período em que a família aguarda o atendimento definitivo em uma unidade habitacional.
Fonte: Acre Alerta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário