Partidos dizem não ao deputado federal Gladson Cameli e mantêm pré-candidatura de Franesi Ribeiro

Escrito por Elson Costa

Franesi 1 a  
Os representantes do Partido Popular Socialista (PPS), Partido Social Cristão (PSC), Democratas (DEM) e do Partido Republicano Progressista (PRP), que se colocam como uma Via Alternativa na eleição de 2012, foram convidados para participar de uma reunião com o deputado federal Gladson Cameli (PP/AC) e lideranças do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) onde foram mais uma vez convidados de forma impositiva a apoiarem a reeleição do prefeito Vagner Sales.

A reunião aconteceu no Centro Diocesano com a presença dos representantes dos partidos, do deputado federal Gladson Cameli e dos representantes do PSDB, Normando Sales e Dr. José Wilson, além de membros da Executiva Municipal. Na reunião, Gladson Cameli propôs mais uma vez que os partidos façam parte da coligação que vai apoiar a reeleição do prefeito Vagner Sales.    
Franesi 2
O ex-deputado Franesi Ribeiro, pré-candidato à Prefeitura de Cruzeiro do Sul e que lidera os partidos, enfatizou que o resultado da reunião foi muito bom porque ficou registrado um retrato do que está acontecendo quando estão querendo de qualquer maneira dividir o grupo que está formado para disputar a prefeitura.
“De maneira truculenta estão querendo empurrar de goela abaixo o nome do prefeito Vagner Sales que não agrega, não reúne e não inspira confiança em ninguém e nem consegue fazer que os partidos se sintam a vontade para trabalhar. O prefeito Vagner Sales começou blefando ao dizer que não era candidato e agora está de forma sorrateira tentando dividir o grupo que foi formado, mas não vai conseguir porque estamos coesos e determinados para enfrentarmos qualquer ação que venha para nos dividir. Vamos disputar e junto com o povo ganhar a eleição”, disse.

Segundo Franesi Ribeiro a proposta do deputado Gladson Cameli foi recusada e na reunião houve um grande número de denúncias e se tomou conhecimento de algumas ações negativas da administração atual que não se conhecia, além de mostrar que o grupo está determinado a seguir junto e oferecer uma via alternativa na eleição.

“Eu diria que a proposta não só foi recusada, mas houve muitas denúncias contra a administração atual, que inclusive está agindo de forma sarcástica contra pessoas do grupo. O deputado federal Gladson Cameli, ao longo deste tempo, não tem tido coragem de decidir as coisas. O líder não é aquele que impõe, mas o que conquista e os liderados o seguem. Aqui não temos liderança, temos cacique que querem impor de qualquer maneira sua vontade. Está na hora do PP e do PSDB tomarem posição porque na política não tem espaço para muristas”, disse.
Franesi Ribeiro destacou que os partidos da Via Alternativa avaliam de forma muito negativa a condução das alianças pelo prefeito Vagner Sales e pelo deputado Gladson Cameli que de forma sútil tratam os partidos como se nada estivesse acontecendo.
“Não tem mais espaço se tratar a noite de uma forma e durante o dia de outra. A partir de agora queremos colocar para a sociedade o que está acontecendo porque alguns vão precisar tomar posição e dizer o lado que estão. Isto é que está acontecendo com alguns líderes da região que não enxergam a situação que o município de Cruzeiro do Sul vive. Não vamos ceder à imposição que está sendo feita de forma humilhante. Não vamos nos dobrar, mas é preciso informar que o prefeito está tentando de todas as formas nos destruir. Apesar da sutileza usada para espatifar o grupo estamos coesos e não vamos deixar ninguém impor candidatura goela abaixo”, disse.

Para Franesi Ribeiro basta apenas dar uma volta na cidade para perceber a situação que se encontra a administração do prefeito Vagner Sales.
“Do ponto de vista da cidade foi feito apenas uma recuperação na iluminação pública e a coleta de lixo, pois era um serviço que não esteve sendo feito antes, tornando a cidade um péssimo cartão postal”, afirmou.

PSC avalia como péssima e autoritária a administração de Vagner Sales
Franesi 3
Um dos líderes do PSC no Juruá, Mamede Nepomuceno, que é Administrador de Empresas e Contador, 
Pós-graduado em Administração Pública e Psico-Pedagogia e tem Mestrado em Meio Ambiente, afirmou que o deputado federal Gladson Cameli está totalmente equivocado quando tomou a decisão de querer impor que os partidos tem que apoiar de qualquer maneira o atual prefeito Vagner Sales que está fazendo uma péssima administração e apenas defende seus interesses próprios.
“É inadmissível o que aconteceu na reunião com o deputado federal Gladson Cameli que tentou induzir o grupo a apoiar a candidatura de Vagner Sales. Na reunião ele fala uma coisa e na mídia outra totalmente diferente”, disse.

Mamede destacou que o prefeito Vagner Sales traiu a população de Cruzeiro do Sul – empresários, taxistas, mototaxistas, produtores rurais, verdureiros e a população em geral - que na eleição passada votou em massa na sua candidatura e como pagamento e agradecimento deixou a cidade abandonada, aumentou abusivamente os impostos, o IPTU, a taxa de coleta de lixo, a taxa de iluminação pública, além de deixar os bairros da cidade abandonados.

“Não podemos concordar com um tipo de político deste que trata de forma arrogante as pessoas e esta fazendo uma administração desastrada. O centro empresarial e os bairros ficam alagados pelas águas das chuvas e as pessoas tem grandes prejuízos e perdem os móveis que compraram com muito sacrifício. Não podemos concordar com uma administração desastrada que não fez nada e trata tanto aliados quanto adversários com muito desprezo”, disse.

Mamede enfatiza que na eleição passada apoiou o prefeito Vagner Sales porque pensava que as coisas iam mudar como ele dizia, mas, logo depois que se elegeu ficou afirmando que ganhou a eleição sozinho e passou a ameaçar adversários e até aliados.

“A população não tem a memória curta como ele pensa. Imagine o que ele pode fazer com o povo se ganhar a reeleição, pois aumentou abusivamente até os impostos dos vendedores de banana e verduras e só defende os interesses próprios. Ele se vangloria de ter muitos recursos, mas na verdade não vemos ação de sua administração”, disse. 

Segundo Mamede o deputado federal Gladson Cameli poderia ter se tornado um grande líder do Juruá, como continua sendo seu tio, o ex-governador Orleir Cameli. Mas, na verdade, ele não tem postura de um político que sonha ser um senador ou até mesmo governador, pois não teve nem a capacidade de indicar o vice-prefeito na chapa de Vagner Sales, apesar de ser o grande defensor do seu mandato desastrado.

“É um absurdo o que o deputado Gladson Cameli está fazendo ao querer impor goela abaixo a candidatura de Vagner Sales aos demais partidos de oposição. Senti muita fraqueza e perdi a fé no homem. Temos um grupo que não vai se dobrar as imposições dos caciques do PMDB e vamos oferecer uma via alternativa ao povo de Cruzeiro do Sul na eleição”, afirmou.

Sobre as denúncias de corrupção na administração Mamede enfatiza que é um caso para a Justiça já que a maioria delas foi recebida.“ Muitos políticos estão tratando a coisa pública como privada e deixam de cuidar do interesse do povo para cuidar dos interesses particulares. É uma vergonha deixar a estrada da vila Santa Luzia Pentencoste onde moram mais de três mil pessoas e asfaltar uma estrada para os bois”, afirmou.

Finalizando Mamede afirma que não sabe para onde estão indo os recursos que estão chegando à Prefeitura de Cruzeiro do Sul porque a população está abandonada, reclamando das ruas esburacadas e da falta de atendimento nos postos de saúde, apesar do prefeito se vangloriar de ter maquinário e ter sido a prefeitura que recebeu mais dinheiro nos últimos tempos.

“Não sei onde estão metendo este dinheiro e estas máquinas, mas sei que nossa cidade não tem nenhum representante, porque não vemos nenhuma voz de um vereador se levantar em defesa da população. Os vereadores estão cegos, surdos e mudos e não representam a população. A grande obra do prefeito Vagner Sales, o Centro da Juventude, foi derrubada duas vezes pelo vento”, finalizou.
Jornal Voz do Norte

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário