13 de outubro de 2012

A resposta da Balsa


Autor desconhecido (por enquanto)
A Balsa tá fora de moda
E digo qual a razão
O PT fez a estrada
A onda agora é buzão
Porem em carro pequeno
Tem a mesma condição

A galera anda dizendo
Espulsamos o PT
E se ele levasse as obras
Que seria de você.

Porque o nosso prefeito
Em assistencia é tal
Mais que seria de nós
Se faltasse o hospital

Pra comemorações
Ele é só felicidade
Que tristeza se faltasse
Aquela maternidade

Avião é bom transporte
Que o cabra nem enfada
Deus me livre que nos falte
Aquela bendita estrada

E o meu cartão postal
Que ja foi a catedral
Mais agora é nossa ponte
Que obra fundamental

A nossa biblioteca
É gostoso observar
Em breve vai estar pronta
Para o meu filho estudar

Estadio Arena do Juruá
Que ainda não está pronto
Mais em jogo e expoacre
É nosso ponto de encontro

Tá querendo que eu me cale
Mais eu vou falar de novo
Como seria se não tirassem
Aquelas ruas do povo.

E para a educação
Essa a moçada gosta
Tu ja deu uma espiada
No novo Craveiro Costa

E aquele Tele-centro
Que lugar especial
Vai ter um samambaia
Pro meus bisnetos
Ai que legal!

Universidade da floresta
É uma realidade
Onde formamos profissionais
Pra nossa sociedade

Eu já falei lá do ceflora
Hoje eu digo você
Aqueles cursos padrões
Quem promove é o PT

E o teatro dos nauas
Bela reforma sofreu
Ficou bem gostoso lá
Mais segurança me deu

O canal da Mâncio Lima
Que era só um esgoto
Eu cheguei a vê lá dendro
De Jacaré até Porco.

Agora há passarelas
Muitas areas de lazer
Belas árvores plantadas
Pra melhor você viver

Avenida Mâncio Lima
Que bela realidade
Aberta pra caminhada
De toda sociedade.

E lá também há comercio
De todas as qualidades
Do hotel ao Posto de combustível.
E escritorio de contabilidade

Mais mudo agora os meus planos
E vou mudar minha vida
Vou falar da praça da juventude
Que agora estar caida

Por baixo de caixa de agua
Tu nunca deves passar
Vai que essa caixa cair
E pode até te matar

Além de paradas de onibus
Com preços gordo e alargado
Aquela da Santa Rosa
Deu um trabalho danado

Em sifras vou te dizer
Para te ficar ligado
R$ 1.445.000,00
E ainda teve uns trocados

Mamãezinha me defenda
Isso foi caro demais
Tribuna não destacou
E nem saiu nos jornais

As escolas do municipio
Me tras grande pesadelo
Bem azuzinhas por fora
Mais em cima é um chuveiro

Henrique fica tranquilo
Pois aqui eu fico bem
E aqui junto comigo
Mais de 16 mil tem
E perder mais quatro anos
Isso faz parte também

Pois a população perde
Por não ter conhecimento
Recebi só cinquentinha
Depois é só sofrimento

Grandes cifras investidas
Pela força da desgraça
Porque cinqüenta reais
Só da pra comprar cachaça

Embarca a tua galera
Neste buzão luminoso
Sei que de Deus tu és servo
É um astro luminoso
E um dia nosso caminho
Será muito glorioso

Por isso caros amigos
Aqui para minha rima
Isso ai não foi perder
É cumprimento de sina

E eu apanho obrigado
Pela falta de cultura
Porque segredo e miseria
Uns levam pra sepultura.

Jota, Anisio, Iria e Neto.
A você fica a missão
De honrar essa bandeira
Combater a corrupção
E pessoas como vocês
Eu levo no coração.

2 comentários:

Deixe Seu Comentário