Petecão Sempre Agindo de Má Fé


Petecão teria simulado atentado, diz Polícia Civil
petecao-teria-simulado-atentadoPerito, o diretor de Polícia Civil, ao centro, e o delegado Robert Alencar esclareceram suposto atentado alegado por Petecão (Foto: Clériston Amorim/AGazeta.net
“Construíram um simulado da realidade. Houve um factóide político-partidário abominável pela Polícia Civil”. As declarações são do diretor-geral da Polícia Civil, Emylson Farias, em entrevista coletiva nesta tarde de segunda-feira, 22, para classificar o que teria sido um suposto atentado contra o senador Sérgio Petecão (PSD), neste final de semana.
Acompanhado de um perito criminal e do delegado Robert Alencar, titular da Delegacia de Polícia Itinerante, Farias detalhou passo a passo o que se sucedeu por volta das 21h40 deste sábado, 20, quando teria havido tiros contra a casa do parlamentar.

“Mobilizamos todo o aparato policial para o local, fizemos uma varredura na casa do senador por meio de detectores de metal e comprovamos que sequer houve algum impacto de bala na parede da casa ou no muro da residência do senador”, afirma Emylson Farias, contrariando a informação do próprio parlamentar de que a casa teria sido atingida por pelo menos dez tiros.
Segundo o que a polícia apurou, naquela mesma hora estava em andamento uma tentativa de assalto ao policial militar Gláucio Souza da Silva, que chegava a sua casa numa motocicleta e a cerca de 150 metros da casa de Petecão.
O policial reagiu, fazendo dois disparos contra os dois indivíduos e atingindo um deles. Outros quatro disparos foram feitos contra o policial. Um desses disparos pode ter chegado até a casa de Petecão, que estava conversando com uma vizinha quando tudo ocorreu. “Ele teria afirmado: Opa, houve disparo aqui na minha casa” e a partir daí, ele começou a dizer que foi um atentado, fez questão de usar veículo da polícia até a delegacia, sendo que 100% das vítimas não fazem isso, vão em carro próprio”, afirma o diretor de Polícia Civil.
“Queremos repudiar esta situação deixando claro que não se pode brincar com a Polícia Civil, que é sustentada pelo erário público, construindo um simulado de realidade”.
“Nosso compromisso é com a segurança do Estado e isso é extremamente inaceitável e reprovável”, completa.
Segundo a Direção da Polícia Civil, o senador teria cometido falsa notícia de crimes e a Polícia Federal e o Senado serão comunicados.
Fonte: Agazeta.Net

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário