Danilo Gentili faz ‘piada’ com índice de mortalidade de gays e discute com Wyllys

Na noite de ontem (10), o apresentador Danilo Gentili causou polêmica a realizar uma infeliz piada sobre o índice de mortalidade de gays no Brasil. Em resposta à frase, o deputado Jean Wyllys rebateu a colocação de Gentili, iniciando aí uma discussão entre ambos via web.

O desentendimento se deu quanto Gentili fez a seguinte menção: “E esse dado da Ong Gay aí que ’1 gay é morto a cada 26 hs’? 140 heteros são mortos a cada 24 hs. Alguém aí come meu c* hj? Só por segurança”.

Ao ver o comentário, Willys alertou seus seguidores ao que estava por vir: “Atenção pro RT que darei logo a seguir: ele mostra que falta de talento para humor pode vir acompanhado de ignorância!”
Em seguida, apresentou a frase de Gentili e comentou:

“Viram que ‘pérola’? E me dói imaginar que corações e mentes de muitos jovens estão entregues apenas a esses ‘papas’ do humor no Brasil”.
Bastou a resposta do deputado para o apresentador perder o “bom-humor” e começar a atacá-lo:

“O @jeanwyllys_real já reparou que nunca te enchi o saco pelos milhares de BOSTA q eu acho que vc fala? Pq acho q tem o direito de dize-las. Então faz assim @jeanwyllys_real vai falar suas BOSTAS em paz pra lá e eu falo as minhas em paz aqui. Xispa. Xô xô…passa… passa….”

E prosseguiu: “Aí tem @jeanwyllys_real , EX-BBB e DEPUTADO, ou seja, as duas coisas mais indignas no Brasil, querendo pagar de moral. Fala sozinho aí, vai. E digo mais, vou sair e tomar um café. Se eu voltar e o EX-BBB @jeanwyllys_real tiver enchendo o saco ainda vou jogar uma buc* nele”.
Diante dos ataques, o deputado analisou a falta de humor do então humorista ao receber as críticas:

“E sabem o que acho interessante: é ver o papa do humor (?!) se estrebuchando de mau-humor quando questionado e contrariado. O humor (?!) que eu ouvia na 4ª série do Ensino Fundamental – aquele que fala em ‘c*’, ‘buc’, ‘viado’ – já me entediava naquela época…”

Gentili entrevista Wyllys

Curiosamente, Gentili que diz não ligar ao que o deputado diz, além de citar que ser “Ex-BBB e Deputado são as coisas mais indignas do país”, em junho do ano passado, realizou uma entrevista com Wyllys, em seu programa na TV bandeirantes, o “Agora é tarde”.

Na ocasião, demonstrou admiração pela área de atuação de Wyllys, quando este citou que é professor universitário, na área de Comunicação Social, e leciona em Teoria da Comunicação e Cultura Brasileira.

Indíce de mortalidade de LGBT

O dado a que ele se refere foi apresentado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), no último dia 03, que indica que somente no ano passado 2012 houve no país cerca de 336 assassinatos de gays, lésbicas e travestis, essa taxa equivale a um homicídio a cada 26 horas.

A GGB destaca ainda que se comparado com 2011, quando foram registrados 266 mortes, houve um aumento de 27% nesta taxa.
Segundo o levantamento, os gays lideram as mortes, com 188 registros (56%), seguidos de 128 de travestis (37%), 19 de lésbicas (5%) e dois de bissexuais (1%).

O estado de São Paulo teve o maior número de homicídios (45), enquanto Alagoas (18) lidera em termos relativos.

Redação

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário