UJS participa de Encontro em apoio à candidatura de Maduro

Na última segunda (2) e terça-feira (3), em Caracas, a UJS e representantes de 27 entidades da América Latina e do Caribe participaram do Foro Social de São Paulo – um encontro para discutir e aprovar o apoio à eleição de Nicolás Maduro à presidência da República Bolivariana da Venezuela, que acontece no próximo  domingo (14).

Após uma rica apresentação dos presentes sobre a conjuntura política de seus países, foi aprovada uma carta das juventudes do Foro de São Paulo que reafirmou o apoio à continuidade do processo revolucionário venezuelano com a eleição de Maduro. 

No mesmo dia, no Quartel de laMontaña, onde está o corpo de Hugo Chávez, Maduro participou dos chamados “Diálogos Bolivarianos”. Foi mostrado um vídeo de apoio do ex presidente Lula e lida as cartas aprovadas pelo Foro de São Paulo.

Em sua fala, o presidente venezuelano agradeceu o apoio recebido pelas forças de esquerda da América Latina e Caribe e destacou os avanços ocorridos em seu país nos últimos anos, como a erradicação do analfabetismo, redução da pobreza extrema de 40% em 1996 para 7.3% hoje; redução da mortalidade infantil de 25 por 1000 para 13 por mil no mesmo período entre outras tantas conquistas conseguidas nos 14 anos de governo Chávez.

No segundo dia de campanha oficial das eleições venezuelanas, as delegações internacionais presentes no Foro de São Paulo participaram de um ato juntamente com os movimentos sociais de juventude da Venezuela.

O coordenador nacional da Juventude do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Hector Rodriguez, fez um chamado para que a militância dispute o voto do povo comparando os dois projetos em jogo no país. 

“Daqui a alguns dias, o povo venezuelano escolherá se continua na marcha rumo à revolução bolivariana, iniciada com a chegada ao poder de Hugo Chávez, e que tem trazido avanços significativos em diversas áreas ou se voltam ao passado de subserviência aos interesses do imperialismo norte-americano.”, destacou Rodriguez.
Leia na íntegra o Manifiesto de Caracas.
Eleições: Maduro x Capriles
Neste próximo domingo (14), o povo venezuelano vai às urnas para eleger seu novo presidente. A escolha implicará diretamente em dois candidatos totalmente distintas. Por um lado, está a continuidade do legado de Hugo Chávez, representado por Maduro, que pretende seguir o socialismo do século XXI implantado por Chávez, ratificando a independência da Venezuela, e fazendo dela, uma pátria igual para todos.

Maduro é um ex-operário e motorista de ônibus. Durante o último mandato de Chávez, o candidato foi vice-presidente e o homem a quem o líder pediu que o povo confiasse. Chegou a ficar à frente da pátria no período em que o comandante viajou à Cuba, para fazer tratamento contra o câncer, que viria a matá-lo, no dia 05 de março passado.

Já Henrique Capriles, é governador do estado de Miranda, pelo partido de oposição MUD (Mesa de Unidade Democrática), suas propostas estão em volta do combate à violência e a pobreza.

Pesquisas de intenção de votos

Além de revelar a possível vitória de Maduro por de 10% de diferença contra Capriles, as pesquisas eleitorais apontam também que independentemente da preferência eleitoral, 64,4% dos cidadãos consideram que Maduro obterá a vitória e apenas 22,9% acreditam na vitória de Capriles.

Com as diferenças de pontos, Capriles chegou a mencionar o nome e os projetos do do ex-presidente Lula como uma alternativa para combater a miséria, usando o modelo econômico usado pelo petista, que que em dois mandatos retirou 20 milhões da pobreza.
Redação

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário