18 de maio de 2013

Avaliação do Momento Político no Acre



Hoje completa uma semana da tal Operação G7...a conclusão a qual cheguei até o momento é que a política( corrigindo: politicagem) do Acre virou um sanatório geral diante do exagero de ambos lados da contenda.

Os apoiadores incondicionais do governo ficam querendo jogar a responsabilidade dos atos de alguns dos membros governamentais para os homenzinhos verdes que vieram de Marte, ao invés de engrossarem a veia do pescoço e cobrarem punição aos possíveis culpados em nome da decência no trato da res pública.

Já alguns elementos da oposição, sedentos de sangue alheio, apressados ao extremo, querem criar uma imagem de um Acre irreal no qual ninguém tem o direito de se expressar, que o povo acreano vive com medo, acovardado diante de um monstro opressor comedor de cérebro alheio, a face tenebrosa do Leviatã. Que os funcionários públicos, então, coitadinhos, vivem na eterna vigília do olho que tudo ver, de fazer inveja ao panóptico de Foucault...

E o que mais interessa não se discute: Por que somos e estamos assim ? Teria razão o empirismo republicano pós ditadura de Roberto Jefferson de que nem a madre superiora do convento das carmelitas descalça resistiria ao encanto do poder caso eleita pelo atual sistema político ? 

E muita gente de boa índole embarcando nesta guerra sem honra do poder pelo poder !

Penso que chegasse por aqui, agora, o Dr. Simão Bacamarte, o alienista, daquele conto de Machado de Assis, encontraria uma terra fértil para, enfim, provar sua teses sobre a loucura e lotar novamente seu manicômio, bem maior e mais vistoso, do que aquele que construiu na sua amada Itaguaí...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário