Nos Estados Unidos, Crianças Ganham Pistolas dos Pais de Presente de Aniversário


Por: Francisco Panthio
No Brasil existem alguns retardados culturais, que acham que deveríamos copiar aqui no Brasil, tudo que tem de mais escroto nos Estados Unidos. Quando o estatuto do desarmamento foi votados no País, muitos criticavam, as lojas de armas, não poder disputar com lojas de calçados ou de roupas, para ver quem vendia mais. 
Pois é, no tão avançando e desenvolvido Estados Unidos da América, qualquer cidadão compra facilmente uma arma e mais, pode levar seu filho de 10 ou 11 anos para escolher um brinquedo; tipo uma pistola nove milímetro em uma das milhares de lojas de venda de armas de fogo espalhadas pelo País.
Este semana, mais um dos diversos episódios de atiradores descontrolados, seja em escolas, universidades, creches e até em Igrejas, chamou atenção do mundo.
Um Jovem de 21 Anos, entrou entrou atirando e matou nove pessoas a tiros em uma igreja de Charleston, no Estado norte-americano da Carolina do Sul, na quarta-feira, ganhou uma arma do pai como presente de aniversário de 21 anos em abril, disse tio dele à Reuters nesta quinta-feira.
Imagem de câmerea de segurança mostra suspeito de matar nove pessoas em igreja de Charleston© REUTERS/Polícia de Charleston/Divulgação via Reuters Imagem de câmerea de segurança mostra o MatadorAutoridades estiveram na casa da mãe de Dylann Roof na manhã desta quinta-feira, disse o tio, Carson Cowles, em uma entrevista.
Cowles disse que reconheceu Roof em uma foto divulgada pela polícia, e o descreveu como quieto e calmo. O pai de Roof deu a pistola calibre .45 de aniversário neste ano, disse o tio.
Fica entre nós um questionamento que merece debate e que não sei porque a ONU, tão respeitada no mundo e que só treme diante da opinião Norte Americana, foge de cobrar do Governo Americano, um controle maior na venda de armas de fogo e porque não, a regulamentação.


Share this:

Comentários

1 comentários :

  1. Olá Panthio!
    Gostaria de ver em seu blog uma reportagem sobre o aumento abusivo da energia.
    Ficarei aguardando.
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir

Deixe Seu Comentário