8 de janeiro de 2016

Senador Alvaro Dias, deixa o PSDB e se Filia no PV

Senador Alvaro Dias se desfilia do PSDB do Paraná para ingressar no PV

Mudança foi confirmada pela assessoria do senador nesta sexta-feira (8).
Ele diz que há desconforto com o comando estadual do PSDB no estado.

Fernando CastroDo G1 PR
O governador Beto Richa (PSDB) e o senador Alvaro Dias (PSDB) (Foto: Thais Kaniak/ G1PR) 
Alvaro Dias alegou desconforto com o PSDB do
Paraná, comandado pelo grupo do governador Beto
Richa (Foto: Thais Kaniak/ G1PR)
 
O senador Alvaro Dias assinou na quinta-feira (7), em Londrina, a desfiliação dele do PSDB do Paraná. Segundo a assessoria do parlamentar, o destino será o Partido Verde (PV), e a ficha de filiação deve ser assinada nos próximos dias.

Apesar de ainda não ter ingressado oficialmente no PV, o senador já gravou uma propaganda partidária de rádio e televisão que deve ser exibida na próxima terça-feira (12).

A assessoria de Alvaro Dias confirmou a existência um convite por parte do PV para que ele seja candidato a presidente da República em 2018 pela legenda. Apesar disso, o convite não foi uma condição para o ingresso do senador, que ainda irá avaliar essa possibilidade. Segundo a assessoria, a mudança teve por base o desconforto dele em relação ao PSDB do Paraná.

Alvaro Dias rompeu com o grupo político do governador Beto Richa (PSDB) em 2010, quando ambos disputaram a indicação para ser o candidato tucano ao governo do Paraná. Preterido na disputa, estava afastado da vida partidária desde então.

Em 2014, na campanha pelo Senado, houve uma reaproximação entre os dois políticos, mas, segundo a própria assessoria do senador, ambos não mantêm relacionamento partidário.

Sobre a escolha pelo PV, o senador informou que foi baseada nos compromissos de que o partido mantenha oposição aos atuais governos federal e do Paraná, além de ser uma legenda sem envolvimento nos desdobramentos da Operação Lava Jato.

Alvaro Dias teve duas passagens pelo PSDB – uma entre 1994 e 2001, e outra entre 2003 e 2016. Pelo partido, foi eleito senador em 1998, 2006 e 2014. Foi filiado ainda ao MDB e ao PMDB entre 1968 e 1989, partido pelo qual foi eleito deputado estadual, federal, senador e governador do Paraná. Passou também pelo PST, pelo PP, e pelo PDT ao longo da vida pública.

O PSDB foi procurado para comentar a desfiliação do senador. No entanto, o partido informou pela assessoria que ainda não possui um posicionamento a respeito da situação de Álvaro Dias.
O G1 também procurou o Partido Verde, mas ninguém atendeu as ligações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário