Professores da Rede municipal de Cruzeiro do Sul, Denunciam Falta de pagamento


Alguns professores procuraram nosso Blog, para reclamar a falta de pagamento de salários das Férias e das dobras trabalhadas desde Dezembro.

Segundo as denunciantes, que preferiram não revelar seus nomes por medo de represálias, tudo começou no final do ano letivo, pois já em dezembro a prefeitura pagou apenas 15 dias , sendo que já sem a dobra. Não estamos aqui pedindo nada da Secretaria de Educação, apenas reivindicando um direito que é nosso, pois trabalhamos o ano inteiro e quem ganha dobra, trabalha dois turnos.

Daí não recebemos férias, mês de Janeiro não recebemos e já estamos no mês de fevereiro e a nossa preocupação é se iremos continuar sendo lesados, somente por ser provisório? Algumas vezes fomos procurar a equipe gestora e eles dizem que não tem dinheiro e que não estão podendo ter mais gasto. Isso é um absurdo, pois em educação não se gasta, se investe.

Sabemos que mesmo com a crise, o FUNDEB manda dinheiro para os gastos da educação, mas pelo o jeito esta não é a área prioritária do prefeito Vagner Sales, desabafa uma professora.

Segundo os denunciantes, os mesmos já procuraram o SINTEAC, que parece não ter se interessado muito em ajudar, também procuramos alguns vereadores, que não deram a mínima, para um problema que deveria ser de interesse deles, que foram eleitos para fiscalizar as ações do poder municipal, mas preferem a conivência.

Vamos esperar este pagamento de fevereiro e se continuarem nos enrolando, vamos ser obrigados a permanecer calados, unicamente por ser provisórios? pergunta a mesma.

Outra denunciante, diz que discorda da falta de dinheiro para pagar os professores, pois segundo a mesma; se a prefeitura estivesse atravessando essa crise toda, o Prefeito Vagner Sales estaria fazendo cortes nos cargos comissionados nas diversas secretarias, que segundo a mesma, estão cheios de aliados políticos que não dão um prego em uma barra de sabão, enquanto nós estamos lutando para construir um futuro através da educação, dando aula em dois turnos, muitas das vezes em e escolas diferentes, não porque queremos, mas pela necessidade financeira.

Por fim, estamos dando conhecimento público, ao tratamento que a secretaria municipal de educação de Cruzeiro do Sul, vem dando aos servidores provisórios. Ficamos apenas na esperança, de  algo seja feito, pois assim como outras pessoas que trabalham, nós também temos nossos compromissos, finaliza um servidor, que também não quer ser identificado.

Por: Francisco Panthio

Share this:

Comentários