30 de maio de 2016

Ex-deputado é preso em BH; filho parlamentar que Deputado do PSDB, citou 'honestidade' do pai em votação do impeachment

O ex-deputado foi preso em operação
O ex-deputado foi preso em operação Foto: Reprodução
Pedro Willmersdorf

Ex-deputado federal pelo PSDB e secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais durante o governo de Antonio Anastasia (PSDB), entre dezembro de 2010 e novembro de 2014, Nárcio Rodrigues da Silveira foi preso em Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira.
Ele é alvo de um dos seis mandados de prisão temporária cumpridos como parte da Operação Aequalis, engendrada pela Polícia Militar e pelo Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público em parceria com a Polícia Federal. Nárcio foi levado para a sede do Ministério Público Estadual, em BH. Em sua residência, foram apreendidos celulares, computadores e documentos.
Obras realizadas em Frutal, no Triângulo Mineiro, durante a gestão de Nárcio como secretário, foram autuadas pela Controladoria-Geral de Minas Gerais em 2015, quando foram apontadas irregularidades.
Nárcio, à direita, com o filho, Caio Nárcio, deputado federal pelo PSDB de Minas.
Nárcio, à direita, com o filho, Caio Nárcio, deputado federal pelo PSDB de Minas. Foto: Reprodução
Em abril, durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff, Caio Nárcio, filho do ex-parlamentar e deputado pelo PSDB de Minas, votou a favor do afastamento da presidente. Em seu discurso emocionado, Caio mencionou o pai: “Por um Brasil onde meu pai e meu avô diziam que decência e honestidade não era (sic) possibilidade, era obrigação”. Confira:
Operação Aequalis
A operação tem como principal foco a construção da Fundação Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Água (Hidroex), cujas obras foram iniciadas em 2012, na gestão de Nárcio como secretário, e até hoje não foram concluídas.
Além dos seis mandados de prisão, a polícia cumpriu 16 mandados de busca e apreensão. A investigação, claro, apura desvio de recursos que possam justificar o atraso das obras.