Michel Temer Estuda Extinguir os Ministérios do Esporte e Turismo, depois dos Jogos Olimpicos


— É muito difícil arrumar um ministro que não dê problema — reconhece um interlocutor de Temer.


Catarina Alencastro,Simone Iglesias,Eduardo Barretto - O Globo

BRASÍLIA - O presidente interino Michel Temer ainda não decidiu o que fazer com o ministério do Turismo após a saída de Henrique Eduardo Alves e estuda, inclusive, extinguir a pasta. Caso resolva manter o ministério, o presidente interino quer que seja um nome reconhecido pelo mercado de turismo. Seja qual for a solução, Temer avalia que não pode passar de semana que vem, já que esta é uma área fundamental durante as Olimpíadas, cuja abertura será no dia 5 de agosto.


Um assessor lembra que quando montava o governo, antes mesmo do afastamento da presidente Dilma Rousseff, o desenho original previa o fim do Ministério do Turismo, transformando-o numa secretaria dentro de um outro ministério. Mas, na época, o peemedebista precisava de um lugar para alojar Henrique Eduardo Alves, seu amigo e aliado histórico, e achou mais fácil mantê-lo na pasta que já ocupava na gestão petista.
Segundo auxiliares, Temer pediu para o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) e o ex-ministro Romero Jucá (Planejamento) avaliarem cenários. Encerrado o capítulo do impeachment, ele planeja fazer uma reforma ministerial. Uma pasta que também pode deixar de existir é o Ministério do Esporte, mas isso só vai ocorrer após os Jogos Olímpicos. O presidente se dedicará à reforma após a votação do impeachment do Senado e pretende usar o mês de agosto para definir como será o governo daqui para frente.


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/brasil/com-saida-de-henrique-alves-temer-estuda-extinguir-ministerio-do-turismo-19530424.html#ixzz4Bs82fsL7

Share this:

Comentários