Ex-presidente diz que Turquia não é "país da América Latina" para ter golpe de Estado

Jornal GGN - O ex-presidente turco Abdullah Gul declarou à CNN que a "Turquia não é um país de América Latina" para "derrubar o governo e voltar a seus quartéis", repercutindo a tentativa de parte das Forças Armadas de tomar o poder na noite de sexta (15). A declaração gerou polêmica nas redes sociais.
Neste sábado (16), a presidente Dilma Rousseff usou sua página oficial no Facebook para repudiar o golpe na Turquia. Ela fez um paralelo com a situação no Brasil.
"A tentativa de golpe na Turquia é preocupante. Um governo eleito não pode ser derrubado. Nem pela violência. Nem por artimanhas jurídicas. O presidente Recep Tayyip Erdoğan foi eleito pelo povo da Turquia. No Brasil, o impeachment tem de ser repudiado. Democracia é preservar a vontade popular."
O ex-presidente turco, Abdullah Gul, gerou polêmica ao declarar à “CNN” que “a Turquia não é um país da América Latina” para ter um golpe de Estado. No depoimento, Gul se refere a países do continente americano e da África, que "têm governos depostos da noite para o dia".
"A Turquia não é um país da América Latina ... Eu estou me referindo àqueles que tentam derrubar o governo e voltar a seus quartéis", declarou o ex-presidente em alusão à tentativa de golpe no país, na última sexta-feira.
A declaração repercutiu nas redes sociais brasileiras e de outros países da América do Sul.
“Tambem pensei que os golpes de Estado eram exclusividade dos países da América Latina, mas com o que se passa na Turquia vejo que vivem isso”, escreveu um venezuelano.

No Brasil, houve também quem associasse a declaração do ex-presidente ao cenário atual do país:
“Ex-presidente turco quis dizer pra não se confundir a Turquia com um certo país da América Latina; onde se depõe um governo da noite pro dia”, “Ex-presidente turco: ‘não confundam Turquia com um país da América Latina. Ninguém pode tomar o poder do dia para a noite’. Acho que foi uma indireta”, “Alerto que se na Turquia ocorre um golpe militar, na America Latina os golpes seguem com outra roupagem, como no Brasil”,”O ex-presidente da Turquia disse que o país dele não é igual à África e à América Latina. Viram só Michel Temer, José Serra e Paraguai?”





Share this:

Comentários