Prefeitura de Cruzeiro do Sul foi Tomada por Servidores, que Exigem Pagamento de até 5 meses em Atraso

Com salários atrasados, servidores de Cruzeiro do Sul protestam

Funcionários alegam que estão de três a cinco meses sem receber salários. 
'Estou recebendo doações', diz servidora com salário atrasado.

Anny BarbosaDo G1 AC
Servidores estão de três a cinco meses sem receber em Cruzeiro do Sul (Foto: Anny Barbosa/G1)Servidores estão de três a cinco meses sem receber em Cruzeiro do Sul (Foto: Anny Barbosa/G1)
A frente do prédio da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, foi tomada, na manhã desta sexta-feira (29) por trabalhadores municipais que alegam estar sem receber há meses. Servidores das secretarias de obras, assistência social, limpeza e meio ambiente dizem que estão sem receber de três a cinco meses.
Ao G1, a prefeitura informou que o motivo do atraso é em decorrência da crise e redução dos repasses do FPM. A administração disse ainda que a prefeitura está ciente da situação e que "está buscando meios para regularizar as repetidas pendências junto aos servidores", disse.
Antônio da Silva Batista, de 46 anos, trabalha na Secretaria de Obras. Ele conta que está sem receber há três meses e não recebeu nenhuma explicação sobre o atraso do salário. "Precisamos receber. Já tem três meses que não recebemos nada e não há uma resposta do que está acontecendo", reclama.
Pai de família, Antônio Carlos Moraes, de 32 anos, conta que a situação na sua casa está preocupante e que não tem dinheiro para pagar as contas. Ele também é funcionário da Secretaria de Obras.
"Somos pais de família, temos nossos filhos e nossas contas para pagar. Chego em casa, não tem mais gás, a luz tá cortada e os meus filhos pedem uma coisa e outra. Isso dói meu coração como pai", reclama.
Uma funcionária da Secretaria de Assistência Social, que prefere não se identificar, diz que está há cinco meses sem receber e que está contando com ajuda de amigos e familiares.
"Eu só vivo desse salário. Meu marido não tem emprego e são cinco pessoas na minha casa. Ainda bem que estou recebendo doações das pessoas da minha igreja, senão já tínhamos morrido", conta.
Atrasos recorrentes
Em julho deste ano, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul também atrasou o pagamentos dos cargos comissionados na cidade. O pagamento dos atrasados só foi feito 20 dias após a data correta.
Na época, a Prefeitura atribuiu o atraso a diminuição dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e a uma dívida de R$ 1,4 milhão com a Previdência Social que tem prejudicado o caixa da administração municipal.
Crise
Nos últimos meses, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul tem aplicado uma série de medidas para manter as contas em equilíbrio. No final de 2015, o prefeito anunciou um corte de 25% nos salários dos secretários de estado, servidores comissionados e provisórios. Já em abril, pôs à venda, por R$ 1,7 milhão, uma área de  31. 889,41m², na Avenida 25 de Agosto. O objetivo era utilizar o dinheiro da venda para investir na malha viária da cidade, mas venda não deu certo e a situação é cada vez mais crítica.

Share this:

Comentários