30 de outubro de 2016

Edvaldo Nogueira, do PCdoB, é o novo prefeito de Aracaju

Reconstruir a Força de Aracaju


KEDMA FERR/TV SERGIPE
  
“Nós fizemos uma campanha em que propusemos a reconstrução da nossa cidade. Eu mostrei que posso fazer porque fui prefeito e realizei obras que contribuíram para a cidade, estou preparado e capacitado para isso”, disse Edvaldo ao votar pela manhã no Colégio Dom Luciano José Cabral Duarte, no centro da capital sergipana. Ele chegou acompanhado da esposa e da vice Eline Aquino (PT), além do governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB). O ex-deputado federal Márcio Macêdo e o vereador eleito Professor Bittencourt (PCdoB) também fizeram parte da comitiva.

Com a vitória, Edvaldo retorna à Prefeitura da capital sergipana quatro anos após deixar o comando da cidade. Ele tem 55 anos, foi um dos fundadores do PCdoB em Sergipe. Foi eleito vereador em 1988 e reeleito em 1992. Em 2000 foi eleito vice-prefeito da capital sergipana e reeleito em 2004. Já em 2008 foi reeleito prefeito em primeiro turno.



Campanha

Em campanha, Edvaldo apresentou propostas para reduzir o tempo de atendimento e de marcação de exames, implantar princípios da segurança alimentar e nutricional nas escolas, licitar o transporte público, fazer a integração temporal dos ônibus, revitalizar o centro da cidade, valorizar o comércio dos bairros e finalizar os planos de Saneamento e de Drenagem Urbana, além de protagonizar ações de prevenção e policiamento comunitário em parceria da Guarda Municipal e a Polícia Militar.

No último debate de TV, na sexta-feira (28), Edvaldo agradeceu à sua vice Eliane Aquino (PT) e aos militantes que participaram de sua campanha.

Durante o debate afirmou: “Quero assumir um compromisso com você olhando no seu olho querido amigo aracajuano, um compromisso que você sabe que eu irei realizar, porque fui prefeito e realizei obras que mudaram a face da nossa cidade”.

Sobre a campanha, o candidato eleito afirmou que os últimos 30 dias foram importantes para que o eleitor pudesse comparar os projetos em discussão para a cidade.

“Foram 75 dias, entre o primeiro e o segundo turno, de uma campanha que me oportunizou dialogar com todos os aracajuanos, ouvindo deles suas reivindicações e apresentando um projeto de futuro para a nossa cidade, que envolve a reconstrução daquilo que foi destruído durante a atual gestão, e novas ações que permitam aos aracajuanos avançar com desenvolvimento, inclusão social e qualidade de vida”, afirmou.



Do Portal Vermelho, com informações de agências