24 de novembro de 2016

Vagner Sales Pediu e a Câmara Municipal Vai Aumentar a Quantidade e o Salário de Sub Prefeito





A câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, que pouco produziu nestes quatro anos de legislatura, só chama atenção da sociedade, com notícias polêmicas. 

A instituição que deveria representar os anseios do povo, se transformou no descrédito por defender apenas o que o prefeito determina, ficou esse período todo sem levantar grandes debates, sem reunir com o movimento social e sem debater os problemas macro da cidade. Para não encerrar o ano sem outra barbeiragem, a Câmara vai votar um projeto enviado pelo prefeito Vagner Sales, criando mais cargos desnecessários na administração pública.

O projeto estabelece acréscimo no número de Subprefeitos no município, além do aumento de remuneração salarial, que passa de R$1.600 para R$2.800. Aos quem não sabem, o cargo de subprefeito é normal nas grandes cidades e a função é uma espécie que os prefeitos tem de estarem presentes nas regiões mais distantes da área central das cidades. 

Cruzeiro do Sul com 80 mil habitantes é a primeira cidade do Acre a adotar esse método de gestão, que por sinal já está provado que não tem necessidade alguma, haja vista que todos os bairros tem seus presidentes eleitos e legitimamente sendo estes, representantes e porta vozes dos interesses das comunidades.

O Projeto de nomear subprefeitos nas comunidades, foi uma alternativa do prefeito Vagner Sales, de determinar uma espécie de assessor da prefeitura nas determinadas áreas, sendo que estes fariam um trabalho que já é feito por presidentes de tais comunidades.

Vale ressaltar, que tudo isso é consequência de uma gestão sem participação popular, onde a sociedade não opina no planejamento e muito menos na execução da sacões do poder executivo do município.

Também podemos botar essa culpa no próprio movimento comunitário de Cruzeiro do Sul, que há mais ou menos uma década, que esqueceu que o papel de um líder comunitário, não é apenas fazer as festas comemorativas e distribuir cachorro quente, mas sim, fazer a luta social, buscar melhorias de fato e ajudar transformar a realidade de seu bairro.

Vai uns questionamentos para serem respondido; 

01-   Quantas vezes o Prefeito Vagner Sales reuniu com o movimento comunitário nesses últimos 08 anos?
02-   Quando uma ação do poder municipal foi previamente planejada e discutida com os líderes comunitários?
03-   O que o Movimento Comunitário Cruzeirense tem feito, para questionar a postura estreita da administração municipal?

O fato é que essa medida de ampliar o número de subprefeitos, mesmo nesses referidas comunidades já tendo suas associações, vem comprovar o autoritarismo e a falta de emponderamento do movimento social, por parte da gestão e cabe ao próprio movimento compreender e combater tais práticas.