5 de dezembro de 2016

A Crise em Cruzeiro do Sul só afeta Trabalhadores que amargam seis meses de Salários Atrasados


Os servidores com cargos comissionados e Provisórios da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, Continuam seu dilema dos salários atrasados.

Estamos fechando a gestão Vagner Sales e o problema continua atormentar centenas de servidores, das mais diversas áreas da administração pública municipal.

Muitos serviços da prefeitura estão parados, como recepcionistas de postos de saúde, auxiliar administrativos em diversas frentes, motoristas e outros. 

Entre os mais atingidos está a limpeza das ruas, que além de redução do quadro de trabalhadores, os estão atuando ficam apenas um turno, para economizar gastos e nem isso tem dado jeito nas finanças do município, pois dezenas de funcionários da secretaria de obras amargam falta de pagamento.

Pessoas estão com dois, três e até seis meses sem receber e com a proximidade do encerramento do mandato uma pergunta fica no ar: Quem vai pagar essa conta? será que em menos de um mês, o prefeito Vagner Sales conseguirá sanar tudo ou os Trabalhadores terão que bater na porta do próximo prefeito?

Nossa Câmara Municipal, que poderia está cobrando uma saída para o problema, resolveu dar um presente de natal antecipado aos futuros vereadores, secretários, prefeito e vice, aumento salarial a partir de janeiro de 2017. 

Se o prefeito falava meses atrás de uma crise sem tamanhos, de onde sairá orçamento para um aumento abusivo e desnecessário? 

Câmara Municipal pode entrar para história, com uma das piores e menos atuantes legislatura de todos os tempos.

As entidades de Movimentos Sociais do Município estão convocando a sociedade, para um grande ato nesta quarta feira dia 07 de dezembro as 08:00 da manhã. O ato será contra a PEC 55, Reforma do Ensino Médio e o aumento abusivo aprovado pela câmara municipal.