25 de janeiro de 2017

Condenado por pedofilia, ex-prefeito do AM recebe indulto presidencial

247 - O ex-prefeito de Coari (AM) Adail Pinheiro condenado a mais de 11 anos de prisão por pedofilia teve a sua pena extinta pelo Tribunal de Justiça do Amazonas. Justiça amazonense se baseou em parecer favorável do Ministério Público do Estado e concluiu que o ex-prefeito se enquadrava nas regras do perdão presidencial estabelecidas por Michel Temer.

Adail foi condenado pela prática do crime de exploração sexual de crianças e adolescentes, entre outros crimes, e cumpria apena em regime de prisão domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica. Os casos de pedofilia em Coari vieram à tona em 2014.

O magistrado da Vara de Execuções Penais, Luís Carlos Valois, justificou a decisão afirmando que Adail possui bom comportamento carcerário e atende os requisitos do Decreto Presidencial nº 8.940/2016, o chamado indulto presidencial.

"Eu não estou dando o indulto, eu só estou cumprindo a determinação presidencial. Quem analisou foi o Ministério Público, que manda para mim dizendo que está ok. Eu só vou mandar cumprir", disse o magistrado em entrevista ao portal G1.

Indulto é previsto para os crimes praticados sem grave ameaça ou violência à pessoa e quando a pena restritiva de liberdade não ultrapasse doze anos, tendo o condenado a ter um quarto da pena, se não reincidentes, ou um terço, em caso de reincidência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário