Em Cruzeiro do Sul: Prefeitura e Governo se unem para ajudar famílias desabrigadas

Afim de discutirem estratégias que devem ser adotadas devido a elevação do Rio Juruá e Môa, o prefeito Ilderlei Cordeiro se reuniu na noite deste domingo (29) com diversos órgão e instituições, como Bombeiros , Polícia Militar, Exército, Marinha e secretarias do estado e município. A união de esforços entre as instituições ajudará na prestação de um atendimento mais rápido para as famílias atingidas pela cheia.
O Rio Juruá atingiu na manhã desta segunda-feira a marca de 14,01 metros, já sendo considerada a 2ª maior alagação, superando o ano de 2013, quando ficou com 13,78 metros. O maior nível já atingido, registrado pelo Corpo de Bombeiros é de 14, 18, que aconteceu em 1995.

Desde 2013, este é o mês de janeiro mais chuvoso, diferente dos outros anos quando o maior número de chuvas foi registrado entre os meses de fevereiro e março. A situação já ocasionou a retirada de mais de 1000 pessoas de suas residências, o que corresponde a 200 famílias. O número de residências atingidas, direta ou indiretamente é bem superior, passa de sete mil, nos Rios Juruá, Môa e Liberdade.
Na manhã de domingo (29) o Rio Môa chegou a atingir 15 centímetros de lâmina de água em parte da Rodovia AC-405. Durante a reunião, ficou definido que o local será monitorado pelo Deracre e pela 1ª Ciretran, sendo que a estrada liga o município de Cruzeiro do Sul a Mâncio Lima e Rodrigues Alves, e caso continue enchendo o tráfego deve ser interrompido.

Na Comunidade Humaitá do Môa também foram retiradas de suas residências 17 famílias, um total de 68 pessoas, situação que segundo os moradores e bombeiros, nunca aconteceu na localidade. As famílias foram alocadas pela prefeitura em duas creches, situadas na Comunidade Assis Brasil. Após a autorização do Ministério da Defesa, o Exército, através do 61º Batalhão de Infantaria de Selva, já está atuando na remoção de famílias, empregando cinco caminhões, cinco barcos, além de parte do efetivo. A Marinha também deverá atuar com fiscalizações nas áreas de alagação.

O prefeito Ilderlei Cordeiro firmou seu compromisso com a população e não mediu esforços em busca de apoio com outras instituições. Todas as famílias estão sendo assistidas com cestas básicas, água potável, atendimentos de saúde e demais auxílios necessários. Todas as secretarias municipais estão envolvidas na ação. De acordo com Ilderlei, além do abrigo construído no Ginásio Alailton Negreiros, a prefeitura também recebeu a ajuda da Maçonaria, que cedeu o espaço da Santa Casa de Misericórdia, como abrigo às famílias.

“Quero agradecer muito a Deus de ternos dado sabedoria para nos unirmos. A prefeitura fez seu papel até hoje e vai continuar fazendo, ajudando a todos que estão nesta situação. Retiramos todas essas pessoas atingidas com a estrutura tanto do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, do Exército, que entrou nos ajudando e do Governo do Estado que também está a disposição de nos ajudar mais ainda. O Senador Gladson Cameli já acionou o Ministério da Justiça e da Integração Social, e junto com a deputada Jessica Sales, já conseguiram recursos até mesmo pessoais, então toda ajuda é bem vinda.

A partir desta segunda-feira já vamos fazer o decreto de emergência”, finalizou o prefeito.

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário