Sigilo nas delações só favorece vazamentos e beneficia os que tem culpa no cartório

"Como vimos até agora, este procedimento da Justiça só favorece os vazamentos seletivos operados pela mídia para atender a interesses político-partidários", acrescenta o jornalista. 
Sobre quem será o relator da operação Lava Jato, Kotscho afirma que o mais provável é que Carmen Lúcia faça um sorteio para a escolha do substituto de Teori, "um processo tão aleatório como a disputa de pênaltis no futebol".

"Pode-se imaginar o barulho que isso vai gerar numa Corte dividida em blocos, na qual muitos ministros já definiram suas posições sobre a Lava Jato, e tem até líder do governo na bancada suprema se oferecendo para ocupar o papel", diz.

Leia o artigo na íntegra no Balaio do Kotscho.

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário