20 de abril de 2017

Após tomar ‘não’, Doria tenta beijar mão do papa e fica no vácuo

Revista FórumTeve boa repercussão nos veículos de imprensa, nesta quarta-feira (19), a visita que o prefeito de São Paulo João Doria fez ao Papa no Vaticano. Ele entregou um presente a Francisco e tentou o convencê-lo de rever sua decisão de não vir ao Brasil em outubro. 

Francisco escreveu uma carta dura a Michel Temer explicando suas razões de não estar aqui durante as comemorações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida. 

"Não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira", afirmou.

Um detalhe em sua visita não ganhou tanto destaque na imprensa. Após receber uma nova recusa do pontífice, o prefeito tucano tenta beijar sua mão, mas fica no vácuo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário