Em evento do PSDB e cercado de tucanos, Moro diz não ser partidário

Jornal GGN – Sérgio Moro, juiz federal de primeira instância, em evento realizado pelo provável candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, João Dória, reclamou que tentam liga-lo ao PSDB. À frente da Operação Lava Jato, o juiz em questão foi a estrela do evento, que contou com a participação de oura estrela, desta vez global, o William Waack.
O juiz se defendeu de acusações de estar agindo com motivações partidária, declarando ali, ao lado do candidato provável do PSDB para a cidade de São Paulo, que “as motivações minhas nunca foram partidárias. Eu não tenho ligação nenhuma, zero, zero, com partido ou pessoa ligada ao partido”.
Ele ainda se disse inocente de culpa pela situação de crise econômica que está o pais. Disse ali que seu assunto é jurídico, “mas eu fico consternado com esse quadro econômico, de recessão e desemprego”, disse ele ao lado do virtual candidato do PSDB, “acredito que a culpa não é da Lava Jato”.
“Muito pode ser feito contra a corrupção. As empresas têm uma responsabilidade tremenda, enorme. Não adianta apenas ficar reclamando de político e de agentes públicos desonestos. Tem que ter a coragem de dizer ‘não’ ao pagamento de corrupção, de extorsão em qualquer hipótese”, declarou ele ali, ao lado da estrela da Rede Globo, William Waack.

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário