Prefeitura de Cruzeiro do Sul atrasa licitação e alunos das escolas rurais ficam sem merenda

Alunos das escolas da zona rural de Cruzeiro do Sul estão voltando para casa sem ingerir nenhum alimento. Inconformados, os pais reclamam da situação. O motivo é um atraso na licitação para a compra dos produtos alimentícios usados na merenda escolar dos estudantes da área rural.
O secretário de Educação e vice-prefeito do município, Zequinha Lima (PP), confirmou à reportagem que a prefeitura não tem enviado merenda às escolas localizadas fora do perímetro urbano. “Estamos trabalhando para resolver a situação”, assegurou.
Lima não soube precisar quantas escolas rurais estão passando pelo problema e nem quantos alunos têm ficado sem comer. O prazo para a normalização da oferta de merenda nesses estabelecimentos é de 15 dias, de acordo com ele.
Mas até que os produtos alimentícios sejam adquiridos, os alunos ficarão sem merenda. “Infelizmente não temos como comprar os produtos destinados a essas escolas antes de concluirmos a licitação”, afirmou o secretário.
Por servir alimentos diferenciados das escolas da zona rural, os estabelecimentos de ensino da área urbana de Cruzeiro do Sul não passam pela mesma situação, segundo Zequinha Lima.
Archibaldo Antunes - antunes.acre@gmail.com 
Corresponde do AC24Horas no Vale do Juruá

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário