23 de junho de 2017

Cunha diz que delação de Funaro levará Geddel e Moreira à prisão

247 – O ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou à Polícia Federal que uma eventual delação premiada de Lúcio Funaro levaria à prisão dois dos principais aliados de Michel Temer: Geddel Vieira Lima e Moreira Franco.

A revelação foi feita em um depoimento à PF na semana passada, segundo informações da Coluna do Estadão. Funaro é acusado de ser operador de propinas de Cunha e está preso no âmbito da Lava Jato.
Funaro negocia delação premiada com os investigadores da Lava Jato e promete entregar inclusive Michel Temer. Em dois depoimentos à PF, Funaro contou e entregou provas de que foi pressionado por Geddel Vieira Lima, em nome de Temer, para que não firmasse o acordo de delação premiada. Sua mulher recebeu 12 ligações em oito dias de "Carainho", como Geddel era chamado em sua lista de contatos.

Segundo Lúcio Funaro, Geddel recebeu R$ 20 milhões em propina para ajudar na liberação de crédito para empresas da holding J&F. Ele diz ainda ter pago comissão para Moreira Franco, atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência e outro braço direito de Temer, relacionados à recursos do FI-FGTS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário