12 de julho de 2017

Simpatizante do PSDB, Moro escancara de vez sua perseguição a Lula


O Brasil amanheceu a quarta-feira coberto por um sentimento de indignação e revolta, depois de uma sessão histórica e retrógrada que aprovou ataques as consolidações das leis trabalhistas - CLT, através da criminosa Reforma da Trabalhista, moeda de troca do governo Temer, pelo esforço da FIESP e FENABAN durante as ações do Golpe.

Para aliviar as pancadas da grande mídia, Sérgio Moro resolve ajudar o aliado Temer e os colegas de PSDB, fazendo aquilo que todos tinham clareza; Condenando Lula e mudando o foco do noticiário nacional, em uma clara tentativa de esconder o maior ataque sofrido pelos trabalhadores brasileiros em todos os tempos.

Denúncias contra PMDBistas e Tucanos pipocam toda semana, mas de que importa? a tarefa assumida pelo magistrado foi perseguir Lula, afinal ele precisa está inelegível em 2018.

O Magistrado simpatizante do PSDB, condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. 

Há dois anos Lula dá depoimentos na PF e no MPF, tem seus documentos oficiais e particulares obsessivamente investigados, sua casa foi invadida por meganhas, bem como o Instituto Lula, que teve computadores e documentos levados, além de portas terem sido arrombadas.

Um sítio que ele frequentava passou a ser objeto de investigação, aliás, em todo lugar que Lula colocava os pés, passava a ser instrumento de provas do obcecado Magistrado, que teve sua conduta questionada por vários tribunais internacionais.

O Juiz Sérgio Moro já deu demonstrações de sobra, de que a sua missão dentro do Golpe é deixar Lula inelegível, quando não decreta prisão do ex-presidente, afinal como uma força tarefa como a Lava Jato escancara a vida de um cidadão e não consegue provas de crime?

O Brasil perdeu influência no cenário internacional, o STF? esse já dizia Romero Juca presidente do PMDB; "Faz parte do acordão" e assiste passivamente a derrocada do estado democrático de direito.

A grande mídia e a elite do País, não engolem ver em Lula o maior líder popular da história política do Brasil.

As forças conservadoras encontraram em um magistrado totalmente tendencioso, uma alternativa de manchar a vida de Lula e garantir caminho ara os retrocessos, através das retiradas de conquistas históricas do nosso povo.

O Brasil caminha para quarenta anos atrás e recomeçar é mais difícil que evitar os inúmero retrocessos, portanto; as forças progressistas precisam convocar o povo e ocupar as ruas desse país novamente.

Desobediência civil, é uma forma de protestar e se opor, a alguma ordem que possui um comportamento de injustiça na sociedade, portanto; chegou a hora Brasil.

Francisco Panthio
Dirigente do PCdoB - Acre





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário