Tesoura de Temer no Orçamento da UFAC; serão R$ 4 milhões a menos em 2017

Governo Federal aumenta cortes nos repasses para Ufac


Com o anúncio da queda de repasses para as universidades federais do país, a Ufac terá que readequar contratos de empresas terceirizadas para conseguir manter os serviços de manutenção dos campi.
Os cortes nos recursos vêm acontecendo desde 2014, mas os reitores estavam acostumados à redução de 10%. Só que em 2017 a situação passou de ruim para grave.
A Universidade Federal do Acre vai ter um corte de 16% no custeio e manutenção. São R$ 4 milhões a menos no orçamento para manter os serviços de limpeza e segurança, por exemplo.
O pró-reitor de Planejamento, Alexandre Hid, garantiu que, refazendo as despesas, dá para manter os serviços até dezembro. No entanto, não pode gastar com um serviço extra.
“Se aparecer uma obra emergencial ou uma manutenção fora do organograma não poderemos realizar porque não existe caixa para isso. A situação é complicada”, completou.
Nas áreas de investimento, o corte é bem maior. A Ufac vai contar com apenas 50% do que foi planejado para este ano. Muitas obras de blocos não saíram do papel. O corte atinge R$ 7 milhões que deixaram de ser repassados à universidade.
“Dá para garantir as construções que começaram, mas novas obras nem pensar. Todos os nossos projetos deverão ser refeitos”, sintetizou.

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário