Marilete Vitorino(PSD), a Gestão mais atrapalhada do Acre até aqui

Esta semana em Tarauacá não se fala em outra coisa, se não a intrigante decisão da prefeita Marilete Vitorino (PSD) que deixou os recursos para a construção de uma Unidade Básica de Saúde retornar, aos cofres federais.
O bairro da Cohab ficará sem essa UBS, segundo a prefeitura porque não tem recursos suficiente para garantir a contrapartida, que é de responsabilidade da gestão municipal. 
A obra chegou a ser licitada, a empresa contratada, mas a prefeitura alega falta de recursos para sua contrapartida na construção do posto. O governo federal chegou a depositar o dinheiro para a construção da obra, porém o recurso foi devolvido.
A prefeitura só precisava urbanizar um lote de sua propriedade que fica localizado no bairro da Cohab e retirar uma residência para construir um acesso.
A diretoria da Associação de moradores do bairro, irá ingressar com uma ação na justiça para que a prefeitura reveja sua decisão, enquanto isso, a revolta toma conta dos moradores do bairro.
A verdade é que, desde que assumiu a cadeira de prefeita, Marilete vem cometendo uma barbeiragem atrás de outra. Não deu continuidade as ações e obras que não foram poucas, deixadas por Rodrigo e Batista, os administradores anteriores.
Ultimamente outra decisão da prefeita atrapalhada deixou a população revoltada, ela cancelou o tradicional festival de praia, alegando falta de segurança, fato desmentido pelas autoridades de seguranças do município.
O fato é que uma unidade básica de saúde é algo de suma importância para uma cidade, o que não foi entedio pela gestora.
Resta o Ministério Público e a Câmara Municipal fiscalizar, se realmente a prefeitura passa por dificuldades financeiras a ponto de não ter a contrapartida de uma obra como esta; e garantir tantos outros pagamentos e contratos grandiosos, além de mais de cem cargos comissionados alojados na gestão.

Share this:

Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário