23 de agosto de 2017

Temer demite apadrinhado de Alan Rick, o superintendente da Funasa no Acre

Com Temer é assim, escreveu e não leu; a caneta come!

O Diário Oficial da União (DOU) traz na sua edição desta quarta-feira, a portaria do presidente Nacional da Funasa, Antônio Henrique de Carvalho Pires, que determina a exoneração de Raphael Luiz Bastos Júnior, superintendente da instituição no Acre. Raphael foi indicado para o cargo pelo deputado federal Alan Rick (DEM). Sua exoneração se deu em represália por Alan ter traído o presidente Temer no processo de votação quer poderia tê-lo tirado do cargo para que pudesse ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal (TSE).
A votação aconteceu no dia 02 último. Alan Rick votou contra o relatório que pedia o arquivamento do caso. Horas antes, ele foi visto negociando seu voto com o deputado Antônio Imbassahy, que havia se afastado do cargo ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República para articular votos em favor de Temer. A negociata foi flagrada pelo portal UOL e denunciado em matéria nacional (veja matéria local aqui).
A repercussão negativa foi imediata, forçando Alan Rick a recuar e votar contra Temer.
Dias depois, através do próprio Imbassahy, Michel Temer alertou que haveria represálias que os infiéis seriam penalizados com a demissão de cargos no governo federal e com o fechamento das torneiras da liberação de verbas.
Agora chegou a promessa se cumpriu. Alan Rick que já está praticamente renegado pela oposição no Acre devido à sua insistência em ser vice de Gladson Cameli (PP) na chapa para o governo do Estado, agora perde sua única área de influência no Estado.
Para engrossar o caldo de problemas, Alan Rick pode ficar sem mandato em 2018 se não se consagrar vice. Sua reeleição é tida como incerta já que terá que enfrentar nomes consagrados na disputa para a Câmara Federal e, inclusive, seu correligionário, o ex-prefeito de Acrelândia, Tião Bocalom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário