13 de novembro de 2017

Acreanos participam do VII Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância


 Concita Cardoso 
 07.11.2017  12:07
O Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância é fundamental para a troca de conhecimentos entre os gestores (Foto: Diego Gurgel/Secom)
Gestores do setor público participaram nesta terça-feira, 7, via conferência, do VII Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância que ocorre este ano em Fortaleza, Ceará. O Simpósio, que tem como tema “Práticas efetivas para uma política integrada”, é uma iniciativa do Núcleo Ciência pela Infância.
No Acre, a iniciativa foi do gabinete da vice-governadora, Nazareth Araújo, que é embaixadora do Programa Primeira Infância Acreana (PIA). A conferência via satélite ocorreu no auditório da Procuradoria Geral do Estado (PGE).
De acordo com a chefe da Divisão do Eixo Temático Drogadição e População de Rua do gabinete da Vice-Governadoria, Susie Lamas, o Acre sai na frente ao implantar políticas públicas voltadas para a primeira infância. Segundo ela, um dos ganhos desse trabalho é que o Programa Primeira Infância Acreana está prestes a se tornar lei.
“Acreditamos que uma das principais soluções para um melhor desenvolvimento humano é o investimento na primeira infância. Segundo pesquisas, a cada U$ 1 dólar investido na primeira infância há uma economia de U$ 7 em políticas de compensação, o que faz com que haja redução dos investimentos da gestão pública. São estratégias simples, eficazes que trata de forma eficaz o emocional da criança para uma convivência mais harmônica e saudável com a família”, destacou Susie.
A coordenadora do PIA, Priscylla Aguiar, frisou que dez municípios já aderiram ao PIA. Para ela, o programa é encantador e não tem como não se apaixonar.
“O PIA vai proporcionar uma sociedade melhor. Estamos investindo em cidadãos economicamente produtivos, conscientes de seus direitos e de seus deveres que vão contribuir para uma sociedade melhor. Para isso, teremos trabalhado a base, o vínculo familiar que é de suma importância para o desenvolvimento de habilidades que darão qualidade de vida para nossas crianças”, esclareceu.
Para os gestores, o PIA trabalha para melhorar a vida das crianças de 0 a 6 anos com ganhos para o futuro (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Palestras

Entre os temas trabalhados estão: “A criança como valor para a sociedade”, com o pediatra Daniel Becker; “Desenhando políticas em que o indivíduo vem em primeiro lugar”, com a representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Luciana Aguiar; “A família e a criança no centro das políticas públicas e programas”, com a diretora da consultoria especializada em produção de conhecimento no campo social, Ana Lúcia D´Império Lima; entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário