8 de dezembro de 2017

Boa Gestão:Rio Branco é a 3ª Capital em Oportunidades na Educação


Importante indicador de educação, IOEB mostra a capital do Acre em 3º lugar em qualidade de educação

Criado em 2015, o Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB) põe Rio Branco em 3º lugar entre as capitais brasileiras, com 4,9 pontos, empatada com Curitiba, capital do Paraná. O IOEB do Estado do Acre é de 4,5 pontos, enquanto que a média brasileira é 4,7 pontos. Ou seja: o resultado da capital acreana é melhor que o obtido, em média, por todos os estados.
“Evoluímos bem. Saímos da 7ª colocação, em 2015, para o 3º lugar entre as capitais em 2017”, avaliou Márcio Batista, secretário de Educação de Rio Branco. Na primeira avaliação, o IOEB de Rio Branco permitiu uma colocação melhor que municípios ricos, como Rio de Janeiro e Vitória, que recebem muitos recursos da extração de petróleo, por exemplo.
São muitos os fatores que proporcionaram tamanha evolução, mas alguns dados não podem passar despercebidos: “dos 1.903 professores do nosso quadro, 1.402 são efetivos. Ou seja: mais de 73% dos nossos docentes são permanentes. Apenas 501 tem contrato provisório”, explicou Márcio Batista.
“Recebemos essa nota com alegria e muita responsabilidade, a educação é para nós a mais importante das políticas públicas, atingimos a 4ª melhor nota entre as capitais no IDEB, construímos 12 novas creches, geramos quase cinco mil novas vagas para crianças de até cinco anos, investimos em qualificação profissional, são muitos os avanços na educação, resultado de muito trabalho e de investimento”, explicou o prefeito Marcus Alexandre.

Apesar de o IOEB não ser um indicador oficial como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), mas é considerado positivo por ser criado por profissionais especializados e que participaram da elaboração do IDEB, que é um indicador oficial do Ministério da Educação, onde Rio Branco permanece há cinco anos entre os cinco melhores do País. A última avaliação, em que a capital do Acre obteve nota 5,8, pôs Rio Branco como a 4ª melhor nesse indicador.

Avanços: 100% de professores com nível superior e 36% de crianças até 3 anos em creches
Há dados que o IOEB não atualizou, como o percentual de professores com ensino superior. “Hoje temos 100% dos nossos professores com diploma universitário”, garante Márcio Batista.
Sobretudo, os investimentos da gestão de Marcus Alexandre no sistema educacional da primeira infância tem proporcionado alcançar várias metas. Uma delas diz que até 2025 pelo menos 50% das crianças de 2 e 3 tem de ser atendidas por creche. “Já chegamos a 36% de cobertura e, nesse caminhar, vamos ultrapassar a meta estabelecida”, assegura o secretário de Educação de Rio Branco.

O que é o IOEB?

O IOEB é uma soma de vários indicadores de resultado e indicadores de insumos. Qualidade dos professores, tempo de jornada na escola das crianças, experiência dos diretores também contam. Para se chegar à nota final, os idealizadores observaram a nota de prova, o fluxo – se os alunos estão passando de ano, se têm possibilidade de os menores em matrícula em educação infantil – e se eles estão completando na idade correta.

O IOEB é uma inciativa do Centro de Liderança Pública com o apoio do Instituto Península, da Fundação Lehmann e da Fundação Roberto Marinho, criado pelo mesmo inventor do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), Reynaldo Fernandes, ex-presidente do INEP, e por Fabiana de Felício, que foi diretora de estudos educacionais do INEP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário