11 de dezembro de 2017

Sabe aquele Curso de Medicina em Cruzeiro do Sul anunciado pelo Alan Rick? Será particular


 
Conta a história que os gregos queriam invadir a cidade fortificada de Tróia e não conseguiam. Então mandaram um cavalo de madeira como presente aos troianos que aceitaram o agrado. Só que de noite quando todos dormiam saíram centenas de soldados gregos do Cavalo e tomaram Tróia de assalto. Daí a expressão presente de grego. É o caso do curso de “medicina privado” que o deputado federal Alan Rick (DEM) conseguiu a autorização do Ministério da Educação (MEC) para instalar em Cruzeiro do Sul. O Governo do Estado já vinha fazendo embaixadas para conseguir o curso gratuito. Mas além disso, o reitor da UFAC, Minoru Kimpara, também estava numa atividade política intensa para colocar a medicina no Campus Floresta da UFAC.

Aí entra o Alan e atravessa o samba de todo mundo. Porque, na realidade, o que o deputado conseguiu junto ao ministro Mendonça Filho foi a instalação de um curso de medicina de uma faculdade particular. Ou seja, se você tem 10 mil para pagar por mês para o seu filho se formar médico no Juruá pode comemorar bastante. Essa será provavelmente a realidade da mensalidade.

O mais triste dessa história é que com um curso de medicina particular na região do Juruá o Governo Temer (PMDB) jamais vai permitir outro da UFAC gratuito. Pensa numa ação parlamentar “impensada”. Acho que o Alan deveria ter conversado com o Minoru antes de visitar o ministro do MEC, que é do seu partido DEM, com essa pauta. E seria simples ao invés de pedir um curso particular reivindicar um gratuito. Afinal são do mesmo partido e comungam da mesma ideologia. Não teria sido melhor pra todos?

A palavra do Alan
Nas redes sociais o deputado federal Alan Rick publicou o seguinte: “Foi publicada ontem, 7, pelo Ministro da Educação Mendonça Filho, a Portaria Normativa 18/2017, que estabelece os procedimentos de pré-seleção e adesão de municípios para autorização de funcionamento de curso de graduação em medicina por instituição de educação superior privada, e o Edital nº 2/2017, que já menciona os municípios selecionados. Em outras palavras, após diversas reuniões e atendendo a pedidos meus, o Ministro Mendonça Filho deu início ao processo que autorizará faculdades privadas a organizarem um curso de medicina em Cruzeiro do Sul.”

A realidade
Pode ser um bom negócio quem tiver bastante dinheiro investir numa faculdade de medicina em Cruzeiro do Sul. As mensalidades desses cursos são bastante altas e a lucratividade deve ser enorme. Só não sei se será fácil com os preços absurdos das passagens no Acre conseguir professores para dar aula no Juruá. Isso é um negócio.

Esqueçam…
Agora, a possibilidade de um curso de medicina gratuito na UFAC do Juruá são mínimas. Os filhos das classes baixas e médias continuarão com a opção de estudarem medicina na Bolívia. Então conformem-se. Por outro lado, os filhos
dos ricos poderão sonhar em se tornarem médicos sem sair de casa. Isso se essa propalada faculdade um dia sair do papel. Porque o investimento não é pequeno.
Me enganei…
Sabe que quando li a manchete da matéria da assessoria do Alan nos sites sobre a faculdade de medicina no Juruá fiquei animado. Iria até fazer um elogio aqui na coluna. Na realidade, só li a abertura e entendi que se tratava do curso de medicina da UFAC que o parlamentar teria conseguido. De fato não li a matéria toda. Mas quando nos dias seguintes vi a “gritaria” nas redes sociais do pessoal do Juruá fui ler de novo. Eis então que me deparo com a realidade. Mas ainda vale um elogio ao deputado Alan Rick porque cada um dá o que tem.

Questão ideológica
Os setores mais conservadores da política brasileira tentam faz tempo acabar com as faculdades gratuitas no país. “Esse negócio de pobre virar médico é coisa de comunista”. Não é assim que eles pensam? O interessante é que a maioria deles são eleitos justamente com os votos dos pobres. E vida que segue…

Questão de Justiça
Claro que não vou ser hipócrita para escrever que as faculdades de medicina das universidades públicas estão acessíveis aos menos favorecidos. A realidade é que quando abre um vestibular de medicina vem gente do país inteiro e a concorrência é grande. Mas sempre é uma possibilidade para os mais esforçados. Num curso privado a questão é resolvida na “grana”.

Aguardem que vem mais peia
O Governo Temer diminuiu os investimentos nas Bolsas do Prouni e do FIES. Mas a tendência com esses governos conservadores será acabar geral. E no mesmo ritmo vão acabar com as faculdades públicas no país também. Vejam que já estão retirando quase todas as verbas das pesquisas científicas e de doutorando e mestrandos. Então guardem dinheiro para os seus filhos estudarem na Bolívia, pois é essa a opção que resta. Hasta la vista baby!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe Seu Comentário